Estado dos carros atingidos pela carreta impressionou até mesmo socorristas (foto: Rodrigo Clemente/EM)
Estado dos carros atingidos pela carreta impressionou até mesmo socorristas (foto: Rodrigo Clemente/EM)
Pânico e desespero, mas também lágrimas em agradecimento pela vida preservada, marcaram o acidente causado pela carreta que arrastou 23 veículos na BR-356, sentido Belo Horizonte, perto do BH Shopping, na tarde de ontem. Até mesmo os socorristas se impressionaram ao constatar a ausência de feridos graves em um desastre em que carros foram destruídos como se fossem feitos de papel.
Familiares dos sobreviventes que foram aflitos ao local, preocupados com imagens postadas por terceiros em redes sociais, ficaram aliviados e foram às lágrimas ao constatar que todos sobreviveram. Muitos, contudo, tinham dificuldade em parar de tremer, condição que incluiu até profissionais acostumados a presenciar tragédias.
Os sobreviventes relataram cenas de verdadeiro horror. “O trânsito estava lento. Vi pelo retrovisor que a carreta vinha descontrolada. O condutor não buzinou (para alertar). Um Gol que foi atingido passou por cima do meu carro”, contou a vendedora Gilvana Paiva.
O motorista do Gol que ela menciona é José da Silva, de 62. Ele foi levado para o Hospital de Pronto-Socorro (HPS) João XXIII. “O trânsito estava parado e de repente percebi que estava vindo a carreta jogando os carros para cima. Foi assustador. Quando eu vi, um táxi estava por cima do meu carro. A carreta veio empurrando veículos para tudo quanto é lado. Acho que foi um milagre eu ter sobrevivido”, disse, já no HPS.
Estado de Minas