Engenheiro informa que faltam 18 metros de água para a Barragem Armando Ribeiro Gonçalves alcançar o primeiro sangradouro

a
As recentes precipitações pluviométricas caídas na região no final de semana que passou foram úteis para garantir, por um dia, a estabilização do manancial hídrico do principal reservatório artificial d’água do RN: a barragem Engenheiro Armando Ribeiro Gonçalves, localizada no Vale do Açu. Foi o que disse o engenheiro civil Rafael Mendonça, chefe da Unidade de Campo do Departamento Nacional de Obras Contra as Secas (DNOCS), explicando que a pequena incidência de chuvas não reverteu o quadro crítico da barragem que continua ameaçada de atingir seu volume morto, com apenas 16% de sua capacidade global de armazenamento. Dando um exemplo de mais fácil compreensão sobre a situação da coleção hídrica, o engenheiro destacou que, para que a lâmina d’água volte a atingir o primeiro sangradouro da barragem, falta o correspondente a 18 metros de água – número que equivale e um edifício de seis andares. (Informativo Princesa)

Nenhum comentário :

Postar um comentário