Governo lança edital para credenciar laticínios para o programa Leite Potiguar

Os laticínios que vencerem o processo deverão prestar serviços de captação, pasteurização, envasamento, transporte e distribuição de leite pasteurizado integral, de leite bovino e caprino


nova_logo_programa_leite_rn
O Governo do Estado, através do Instituto de Assistência Técnica e Extensão Rural do Rio Grande do Norte, Emater/RN, lançou ontem, quarta, dia 14, um novo Edital de Chamamento Público número 01/2016 para credenciar fornecedores laticinistas para atuarem no Programa Leite Potiguar. Os laticínios que vencerem o processo deverão prestar serviços de captação, pasteurização, envasamento, transporte e distribuição de leite pasteurizado integral, de leite bovino e caprino. O edital foi publicado no Diário Oficial do Estado e no portal eletrônico da Emater/RN (www.emater.rn.gov.br), frisa informação vinda da assessoria de imprensa do Governo. De acordo com o edital, serão considerados fornecedores laticinistas associações detentoras de autorização para comercializar o produto pertencente aos seus associados; microempresas e empresas de pequeno porte que tenham como atividade-fim o beneficiamento de leite pasteurizado; usinas de beneficiamento de Leite; cooperativas; e, consórcio de laticínios. O credenciamento deverá ser feito no dia 22 de dezembro, quinta-feira da próxima semana, às nove da manhã, em ato público, no auditório da Emater/RN. Os interessados devem levar documentos pessoais e comprovante de endereço dos representantes legais, bem como dos documentos de habilitação jurídica, qualificação técnica, regularidade fiscal, entre outros. Os fornecedores laticinistas interessados em participar do credenciamento deverão atender, entre outros requisitos, não terem sido declarados suspensos ou impedidos de licitar ou contratar com a administração pública do estado; e não terem em seu quadro societário, dirigente ou responsável técnico servidor de qualquer órgão ou entidade pública. O resultado do julgamento também será publicado no Diário Oficial do Estado e divulgado no portal virtual da Emater/RN até cinco dias úteis da data da finalização dos trabalhos de análise dos documentos de habilitação pela Comissão de Credenciamento. O contrato terá vigência de 12 meses, com possibilidade de prorrogação através de termo aditivo. A Emater/RN fica responsável pelo pagamento aos fornecedores de acordo com a quantidade de leite comprovadamente fornecida. Os laticínios receberão 78 centavos, por litro de leite bovino e caprino devidamente captados, processados, envasados e entregues. O preço pago ao produtor é fixo, sendo um real e 38 centavos por litro de leite bovino e um real e 92 centavos por litro de leite caprino.

Nenhum comentário :

Postar um comentário