Azul Linhas Aéreas deve operar em Mossoró com aeronave para 70 passageiros

A Azul Linhas Aéreas reafirmou o interesse em iniciar suas operações na cidade de Mossoró. Na manhã desta quarta-feira, 4, representantes da empresa estiveram no Aeroporto Dix-sept Rosado, realizando um levantamento sobre as condições atuais do equipamento e que adequações ainda precisariam ser feitas para que a companhia se instale no município, inicialmente com uma aeronave com capacidade para até 70 passageiros.
“A primeira impressão foi extremamente positiva, a pista é relativamente nova, está bem conservada, a estação do Aeroporto também está muito adequada. Estamos agora com engenheiros, técnicos que estão trabalhando para ver algumas adequações que acharem necessárias. Levaremos as informações para a sede, e por volta de 10 a 15 dias já saberemos o que precisa ser feito”, destacou o assessor da presidência da Azul, Ronaldo Veras.
Superadas as questões técnicas/burocráticas, a Azul disponibilizará para Mossoró uma aeronave modelo ATR 72-600, considerado o avião com motores turbo-hélice mais moderno e seguro do mundo. Em operação há quase 30 anos, a aeronave da ATR Aircraft, empresa franco-italiana do Grupo Airbus, já superou as 500 unidades produzidas.
“É o que tem de mais moderno em tecnologia, segurança. Sobre a rota, ainda estamos definindo se ligamos a Recife ou Natal. Por que Recife? Temos um hub grande de conexões lá, que propicia à população se deslocar para o Brasil inteiro, até para o exterior”, acrescenta Ronaldo Veras.
Questionado sobre as dificuldades diagnósticas nesse primeiro momento no Aeroporto Dix-sept Rosado, Ronaldo citou a segurança da pista. “Algum trabalho forte vai ter que ser feito, porque o Aeroporto tem uma violação no espaço de segurança da pista, isso tem que ser medido para ver se está dentro dos parâmetros que e legislação existe, mas nada é instransponível, dá para fazer um procedimento específico”, disse.
Sobre quando a Azul poderia iniciar a operação em Mossoró, o assessor da presidência informou que, após o Aeroporto está em plenas condições de receber os voos, as atividades terão início entre 60 e 90 dias. “Mas é difícil estimar exatamente o prazo, porque ainda não temos dimensão do que deve ser feito”, complementa.
Em relação à quantidade de voos por semana, Ronaldo Veras explicou que, inicialmente, a Azul deve operar de segunda a sexta, com um voo por dia, ou segunda, quarta e sexta, com dois voos por dia. “Estamos muitos tranquilos, porque sabemos que é uma região interessante, promissora. Fizemos uma pesquisa do potencial da região, e nós chegamos a essa conclusão há um bom tempo, que existe um mercado, até pelo histórico de voos que já operaram aqui no passado, então tudo isso nos atraiu para estarmos aqui agora”, pontuou.
Ronaldo também explicou que a avaliação da Azul em outros Aeroportos, como o de Aracati, no Ceará, não inviabiliza a operação em Mossoró. “Estamos atentos ao mercado, mas são operações completamente independentes. Somos a maior empresa em número de decolagens, estamos iniciando novas operações internacionais, em um crescimento sólido, são cerca de mil voos por dia, em mais de 150 aeronaves”, concluiu.

Reforma
O Aeroporto Dix-sept Rosado passa atualmente por um processo de reestruturação, em setores como área externa, embarque e desembarque de passageiros e saguão. No início de 2016, a estrutura chegou a ser interditada pela ANAC, que proibiu pousou e decolagens no espaço. Após receber serviços emergenciais, o Aeroporto foi liberado pela agência reguladora.
“A obra está andando bem. A visita da Azul é um indício excelente de bom movimento, esperamos que realmente se concretizem os planos da empresa para Mossoró. Hoje, a reforma enfrenta dificuldades naturais, como mão de obra, que é pouca em Mossoró, material que às vezes falta, mas estamos superando todas essas dificuldades”, destacou o diretor-geral do Departamento de Estradas e Rodagem (DER) do Rio Grande do Norte, general Jorge Fraxe, acrescentando que os serviços devem ser concluídos ainda neste mês de janeiro.
Para o secretário de Desenvolvimento Econômico de Mossoró, Lairinho Rosado, a presença da Azul na cidade é de extrema importância para o Município. “O Aeroporto está passando por uma reforma, a equipe da Azul veio verificar as questões técnicas, já externaram a vontade de operar na cidade, o único entrave são as questões técnicos/burocráticos. Eles irão passar as necessidades para o Governo do Estado. A prefeita Rosalba tem todo o interesse que haja operação da Azul em Mossoró, porque é muito importante para nossa cidade”, finalizou.

Nenhum comentário :

Postar um comentário