Celular salva mulher de ser baleada no Rio de Janeiro

Celular é atingido por tiro no Complexo do Alemão Foto: Arquivo pessoal
Uma mulher de 25 anos foi atingida por um tiro, mas acabou sendo salva pelo celular que estava no bolso de trás da calça, por volta das 10h20 deste sábado, na Rua Antônio Austregésilo, no Complexo do Alemão, na Zona Norte do Rio. Após ser divulgada pelo jornal “Voz da Comunidade”, a informação foi confirmada pela família da vítima ao EXTRA. O comando da Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) Fazendinha confirmou que houve um confronto no local.
A vendedora Deuzenir da Silva, que é irmã da vítima, contou que Elida da Silva estava do lado de fora da loja de peças do pai quando sentiu o impacto do tiro. “Ela começou a gritar, desesperada, achando que tinha sido baleada. Meu pai veio correndo e viu que apenas o celular foi atingido. O aparelho ficou furado, mas não deixou a bala passar. Foi um milagre” afirma Deuzenir, de 29 anos.
Segundo a irmã, Elida só ficou com a região dolorida, mas não teve ferimentos: “Aqui é assim, os tiroteios começam do nada. A sorte é que a Elida não se machucou, nem precisou ser levada ao hospital. Ela só ficou muito nervosa e chorou bastante”.

Nenhum comentário :

Postar um comentário