Docentes da UFRN paralisam dia 30

No próximo dia 30, os docentes da Universidade Federal do Rio Grande do Norte estão chamados a paralisar as atividades. Professores, sindicalistas e profissionais ligados à área da educação seguem a agenda de mobilizações para a data que pretende parar o Brasil contra a violação dos direitos trabalhistas e o processo de desmonte do Estado Social e das políticas públicas educacionais preteridos pelo Governo Temer (PMDB).
Em Natal, um ato de rua marcará o dia de paralisação com concentração às 15h, no cruzamento das avenidas Salgado Filho e Bernardo Vieira. A manifestação seguirá em caminhada até a Praça da Árvore, em Mirassol.
Convocada unitariamente pelas centrais sindicais (CTB, CUT, UGT, Força Sindical, Nova Central, CSP-Conlutas e Intersindical), com o apoio da Frente Brasil Popular, Frente Povo Sem Medo e movimentos sociais, a paralisação é um movimento de resistência e enfrentamento à ideia, amplamente disseminada pelo governo de Michel Temer, de que os direitos previstos na Constituição não cabem no orçamento e, portanto, precisam ser revistos.
A expectativa é de que a paralisação seja um contraponto ao conjunto de medidas e projetos em tramitação no Congresso Nacional que visam retirar direitos dos trabalhadores e pôr fim à Previdência Social.

Nenhum comentário :

Postar um comentário