Senadora Fátima e outros senadores da oposição fazem protesto ocupando a mesa do Senado

Luzes do plenário foram apagadas, mas senadora continua ocupando mesa da presidência
A sessão aberta que discute a reforma trabalhista foi suspensa nesta terça-feira (11/7) após confusão entre parlamentares no Senado. O presidente da Casa, senador Eunício Oliveira (PMDB-CE), decidiu interromper a discussão do tema após cinco senadores da oposição ocuparem a Mesa do Plenário, onde fica a cadeira do presidente, e se recusarem a deixar o local. Cerca de cinco minutos depois, as luzes do Plenário foram parcialmente apagadas e os microfones, desligados.
Desde o início da sessão, as cinco parlamentares — Fátima Bezerra (PT-RN), Gleisi Hoffmann (PT-PR), Vanessa Graziotin (PCdoB-AM), Regina Sousa (PT-PI) e Lídice da Mata (PSB-BA) — ocuparam a tribuna para discursar sobre o texto da reforma. Pelas regras do Senado, qualquer senador pode abrir uma sessão, desde que haja quórum. Como as senadoras ocupavam a Mesa, Eunício nem chegou a ocupar seu lugar e anunciou a suspensão da sessão em pé e puxando o microfone que era usado por Fátima Bezerra.
Correio Braziliense

Nenhum comentário :

Postar um comentário