Escola de SP marca mão de alunos para evitar repetição de merenda

Problemas como a evasão escolar de crianças ribeirinhas diminuíram depois da chegada da lancha à comunidade São Francisco do Mainã (Tomaz Silva/Agência Brasil)
Escola Municipal de Ensino Fundamental João Amós Comenius, na Brasilândia, Zona Norte de São Paulo, adotou uma prática polêmica tornada pública pelo jornal Agora. Para evitar que os alunos repitam a merenda quando são servidos alimentos industrializados, como bolachas e iogurtes, os estudantes recebem uma marcação na mão feita com um canetão.
Acionada pelo jornal, a Secretaria de Educação da gestão João Doria condenou a prática, mas disse que a repetição de alimentos industrializados por parte dos alunos não é recomendada por “questões nutricionais”, para que seja garantida “uma alimentação mais saudável e equilibrada”.
A secretaria garantiu que a repetição da merenda composta por itens como grãos, frutas e verduras, servida no almoço e na janta, é permitida.

Nenhum comentário :

Postar um comentário