Pernilongo é capaz de transmitir zika, diz estudo da Fiocruz

Um novo estudo de cientistas da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) em Pernambuco sugere que, além do mosquito Aedes aegypti, o pernilongo comum, Culex quinquefasciatus, pode ser capaz de transmitir o vírus da zika. A conclusão vai na contracorrente de outros estudos já realizados anteriormente sobre o tema.
Como o Culex, assim como o Aedes, é comum em áreas urbanas, os cientistas questionam se o pernilongo também seria capaz de transmitir o vírus – o que explicaria o espalhamento extremamente rápido do zika durante a última epidemia.
Segundo os autores do estudo, a habilidade do Culex para transmitir o vírus foi avaliada em comparação com a competência do Aedes para a transmissão. As duas espécies de mosquitos foram infectadas em laboratório e os cientistas detectaram a presença do vírus no intestino médio, nas glândulas salivares e na saliva das duas espécies.
O técnico de enfermagem Ailton Gomes, em 2006, quando era vereador em João Câmara, já tinha essa preocupação de combater  o Culex (muriçoca) com dedetização conforme requerimento apresentado na época endereçado a então prefeita Gorete Leite.

Nenhum comentário :

Postar um comentário