Suposta cobrança a pacientes por material hospitalar para partos em Assú é objeto de investigação

A representação do Ministério Público do Rio Grande do Norte determinou a juntada de cópia de ata da audiência pública realizada em 7 de abril passado

Apurar suposta cobrança, pelo Hospital Regional Dr. Nélson Inácio dos Santos, localizado em Assú, a gestantes e outros pacientes, pelo pagamento de material hospitalar utilizado nos partos de pacientes do Sistema Único de Saúde (SUS), além de exigência da realização de consulta particular no período final da gravidez e a compra de medicamentos para realização de outras cirurgias e de tratamentos médicos. Este é o objetivo do Inquérito Civil nº 06.2017.00002352-6, instaurado através da Portaria nº 004/2017, do dia 09 de agosto corrente, assinada pela promotora pública Tiffany Mourão Cavalari de Lima, da 3ª Promotoria de Justiça da comarca de Assú, publicada na edição desta sexta-feira (18) do Diário Oficial do Estado. A pessoa jurídica a quem o fato atribuído é o Governo do Estado. A representante do Ministério Público do RN determinou a juntada de cópia de ata da audiência pública realizada em 07 de abril passado, na sede da 3ª Promotoria de Justiça, cujo objeto foi tratar sobre os problemas identificados no Hospital Regional durante vistoria ministerial.

Nenhum comentário :

Postar um comentário