Futuro dos campos maduros da Bacia Potiguar será debatido durante fórum

Poços com baixa produção do RN foram colocados à venda
Dos blocos disponíveis para exploração de petróleo e gás natural na Bacia Potiguar, somente um foi arrematado pela empresa Geopark, durante a 14ª Rodada de Licitações de blocos da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP). O leilão foi realizado na quarta-feira, 27, no Rio de Janeiro e somou, segundo informações da agência, R$ 3,84 bilhões – o maior valor já arrecadado em leilões de concessão de áreas exploratórias. A Geopark foi a única interessada em explorar a atividade no estado e assumiu o bloco POT-T-785 com bônus de R$ 412,5 mil.
No entanto, 61 blocos situados na bacia terrestre do Rio Grande do Norte ainda estão disponíveis, já que na rodada de quarta-feira não receberam ofertas. De acordo com o gestor do projeto de Petróleo, Gás e Energias do Sebrae no Rio Grande do Norte, Robson Matos, há uma probabilidade desses campos serem leiloadas no ano que vem. “A ANP já tem programada uma rodada de campos maduros em 2018 e, como tempos uma grande concentração desses campos, possivelmente o estado deve entrar nessa rodada”, analisa.
A exploração dos poços maduros e o cenário da atividade de exploração de petróleo e gás natural no estado será o foco principal do Fórum Onshore Potiguar, que o Sebrae, em parceria com a RedePetro-RN, promove em Mossoró, entre os dias 4 e 5 de outubro. O evento vai reunir os principais atores do segmento, entre instituições – como ANP e Associação Brasileira dos Produtores Independentes de Petróleo e Gás (ABPIP) -, empresários ligados indiretamente a essa cadeia produtiva e operadores. A expectativa é que o evento reúna mais de 200 pessoas em torno desse tema.
O tópico dos poços maduros e as oportunidades existentes serão abordadas em painéis no primeiro dia do fórum, que contará com a participação de representantes da ANP, do Instituto Brasileiro de Petróleo, Gás e Biocombustíveis (IBP), da Frente Parlamentar do Petróleo e Gás. A intenção é avaliar como revitalizar a atividade da exploração onshore na costa do Rio Grande do Norte. Além disso, os participantes também vão analisar os desafios para alavancar cadeia produtiva.
A programação do Fórum Onshore Potiguar também tem conferências e talk shows e finaliza com uma rodada de negócios, que tem como âncoras operadores independentes. Até agora, seis companhias já confirmaram participação como âncoras. As inscrições podem ser feitas pelo 0800 570 0800. Informações podem ser obtidas no portal do Sebrae, no endereço www.rn.sebrae.com.br/.

Nenhum comentário :

Postar um comentário