“Exigimos trabalhar com segurança”, protestam comerciantes de Natal

Nesta semana, com a “greve branca” dos policiais civis e militares, bandidos realizaram diversos arrombamentos
Entidades que representam o comércio potiguar divulgaram uma nota conjunta nesta sexta-feira, 22, em que pedem a adoção de medidas emergenciais pelo Poder Público para reduzir os índices de criminalidade. Nesta semana, com a “greve branca” dos policiais civis e militares, bandidos realizaram diversos arrombamentos e saques a lojas em Natal, aumento a sensação de insegurança e prejudicando o faturamento do comércio no final do ano.
No texto, que classifica os últimos atos como “barbárie”, as instituições ressaltaram que o clima de medo está acarretando perdas para o comércio e o turismo. “Além dos prejuízos materiais dos estabelecimentos invadidos, vimos a população, tomada pelo medo, evitar sair de casa, esvaziando as ruas e trazendo ainda mais perdas para o comércio. O turismo também se vê extremamente prejudicado, visto que, diante das notícias do clima de insegurança que paira sobre a cidade, operadoras e hotéis já começam a registrar pedidos de cancelamento de pacotes”, diz a nota, intitulada “Exigimos o direito de poder trabalhar com segurança”.
Agora RN

Nenhum comentário :

Postar um comentário