Em Angicos, agricultor de 74 anos é morto com requintes de crueldade ao ser chamado para uma corrida de mototáxi

 
O agricultor Luiz Máximo da Cunha, de 74 anos de idade, conhecido popularmente como "UITE", estava desaparecido desde o último dia dia ano, domingo 31 de dezembro de 2017. Ele teria sido acionado por uma mulher para fazer uma corrida de mototáxi.
A Polícia acredita na hipótese de latrocínio, roubo seguido de assassinato, já que pertences pessoais e a moto foram levados pelos criminosos, ou criminoso. Este já é o terceiro crime de assassinato envolvendo mototaxistas na região de Angicos, no RN, em pouco tempo.

Comentários