Campanha da Fraternidade terá debate na Assembleia Legislativa sobre superação da violência no RN


A “Fraternidade e a Superação da Violência”, tema da Campanha da Fraternidade deste ano, entrará na pauta da Assembleia Legislativa e será debatida em audiência pública na próxima quarta-feira (28), a partir das 9 horas, no auditório Cortez Pereira, na sede do Legislativo Estadual. A proposição é da socióloga e deputada estadual Márcia Maia.
O Brasil registrou em 2016 quase 62 mil assassinatos. Já o Rio Grande do Norte, segundo dados do Observatório da Violência Letal Intencional (OBVIO), contabilizou novo recorde histórico de homicídios e alcançou 2,4 mil mortos. O estado atingiu nos primeiros 45 dias de 2018 um total de 314 assassinatos. Uma média de quase 9 pessoas mortas por dia no Rio Grande do Norte. No mesmo período do ano passado, cerca de 294 pessoas haviam sido mortas de forma violenta.
Diante deste cenário, a Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) lançou a Campanha da Fraternidade 2018, com o tema Fraternidade e Superação da Violência. O documento aponta formas e tipos de violência no Brasil, dando destaque às praticadas contra os negros, os jovens e as mulheres.
“A Igreja sempre tem alertado sobre a perda de direitos sociais e, de forma presente, feito seu papel naquilo que lhe compete. Da mesma forma, o Legislativo precisa ampliar o debate através das estruturas públicas e de poder para lutar e defender a mudança desse paradigma social em favor de uma sociedade de paz através de uma conjunção de esforços”, defendeu a parlamentar.

Comentários