Vigilantes protestam novamente e reunião é marcada no TRT

Os vigilantes em greve estão novamente reunidos na frente da Agencia do Banco do Brasil da Avenida Rio Branco no Centro da Cidade em protesto. O clima segue tenso no local e a categoria não descarta mais uma vez parar o trânsito em uma das principais avenidas de Natal.
A informação foi repassada pelo diretor-geral do Sindicato Intermunicipal dos Vigilantes do Rio Grande do Norte (Sindsegur), Pablo Henrique, que está no Tribunal Regional do Trabalho (TRT) para uma rodada de negociações com o Sindicato Patronal.
A greve dos vigilantes chega ao seu segundo dia com agencias bancárias fechadas ao público e apenas com expediente interno. As transações bancárias se dão por meio dos caixas eletrônicos.
Segundo os vigilantes, o Sindicato patronal quer retirar cerca de R$ 780 em benefícios e direitos adquiridos com o passar dos anos, enquanto a categoria solicita a readequação do piso conforme a legislação.
A paralisação foi deflagrada devido a falta de negociações referentes aos salários dos vigilantes. A única oferta realizada pelo sindicato patronal não agradou a categoria que segue sem trabalhar. A categoria pede o reajuste da inflação mais 5% de ganho real e o salário-base dos vigilantes potiguares hoje é de R$ 1.295.

Comentários