Mineiro defende ex-presidente Lula e assegura candidatura de Fátima Bezerra ao governo


Mineiro afirma que Lula é vítima de perseguição (Foto: Eduardo Maia/ALRN)

A prisão do ex-presidente Luís Inácio Lula da Silva (PT) pautou o pronunciamento do deputado Fernando Mineiro (PT) durante sessão plenária da Assembleia Legislativa, na terça-feira, 10. O parlamentar questionou a decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) que negou o pedido de habeas corpus ao ex-presidente e criticou a determinação judicial que decretou a prisão de Lula.
“Destaco a minha opinião sobre esse momento histórico e perigoso no país. Semana passada a Suprema Corte tomou a posição de continuar a perseguição a Lula. O juiz, por sua vez, nem bem esperou a publicação do acórdão e já decretou a prisão do ex-presidente. Todos sabem o que aconteceu, mas os vitoriosos desse momento não terão como levantar o troféu que tanto desejam, pois a foto que circulou o mundo não foi a de Lula na prisão, mas sim a foto dele nos braços do povo”, disse Mineiro.
De acordo com o deputado, o ex-presidente Lula vem sofrendo uma perseguição política com precedentes ao longo da história do país. “A perseguição a Lula não é uma exceção na história do Brasil. A elite brasileira sempre perseguiu os que querem mudar a injustiça, os que enfrentam a profunda desigualdade social e defendem a democracia. É uma marca secular. Mas diferente de outros momentos e lideranças, nós temos alguém com profunda ligação e sintonia com nosso povo”, declarou o parlamentar.
Ainda questionando a decisão do STF, Fernando Mineiro criticou o posicionamento da ministra Rosa Weber, que foi determinante para a rejeição do habeas corpus da defesa de Lula. “Exponho um dado para ilustrar a dimensão da perseguição a Lula. Em março a ministra Rosa Weber livrou da prisão pessoas aqui do Estado, sendo contrária ao mérito da prisão em segunda instância. Agora, no caso de Lula, ela vota diferente da posição que tomou há quinze dias. Está claro que são dois pesos e duas medidas”, afirmou ele.
Na oportunidade, Mineiro anunciou a decisão do diretório nacional do Partido dos Trabalhadores pela manutenção do nome de Lula nas eleições para a presidência do Brasil e reafirmou a candidatura da senadora Fátima Bezerra (PT) ao governo do Estado. “No momento certo, a senadora apresentará seu nome como pré-candidata”, afirmou o deputado, acrescentando ainda que o partido irá “enfrentar o atual momento de pé, pois o país da verdade é maior que o da mentira. O da justiça é maior que o da injustiça. O da democracia é maior que o da ditadura”, concluiu.

Nenhum texto alternativo automático disponível.

Nenhum comentário :

Postar um comentário