Preso morto em Alcaçuz teria participado de destruição na unidade em 2017

Hugo de Medeiros Viana, conhecido como Playboy. Esse é o nome (e o apelido) do preso morto na manhã deste domingo, 29, na Penitenciária Estadual de Alcaçuz. A identidade do preso foi confirmada pela assessoria de comunicação da Secretaria Estadual de Justiça e Cidadania (SEJUC).
Segundo a pasta, Hugo de Medeiros estava na unidade desde dezembro de 2017 e cumpria pena por tráfico de drogas. “O tumulto foi controlado pelos agentes penitenciários e 16 presos envolvidos foram identificados, além de três possíveis responsáveis pela morte do interno: George da Silva Paulino, Luiz Antônio Firmino e Thiago Henrique Paulino da Silva”, afirmou a Sejuc por meio da nota.
Ainda de acordo com a Secretaria, a direção da Penitenciária de Alcaçuz já tomou todas as medidas necessárias para o controle da situação e vai apurar as responsabilidades. “As circunstâncias da morte serão investigadas pela Polícia Civil e só o laudo do Instituto técnico poderá determinar a real causa da morte”, acrescentou a nota.

Nenhum comentário :

Postar um comentário