Padre lamenta morte de bombeiro mirim que servia à igreja como coroinha


Baleado na última quarta-feira, 9, o Bombeiro Mirim Luan Thales da Silva, de 20 anos, era coroinha da Paróquia de Santa Maria Mãe, na zona norte de Natal. Ele não resistiu à luta pela vida, e morreu nesta sexta deixando triste a comunidade católica à qual serviu e que o tinha como exemplo.
Vigário paroquial, padre Inácio Lopes publicou um texto em uma rede social no qual lamentou a morte do rapaz.  “É tão doloroso falar de uma pessoa tão jovem e tão amada que morre vítima de uma violência cruel num ano em que a Campanha da Fraternidade nos leva a combatê-la”, escreveu.
No texto, o padre falou das dificuldades que Luan teve de superar desde muito jovem. “Ele foi um grande guerreiro, não se rendeu aos assombros da vida. Órfão de pai e mãe. Marcado pela dor desde cedo, e mesmo assim viveu amando e servindo”, comentou. O presbítero agradeceu a Luan “por sua bravura na vida, por seu amor a Jesus, por sua dedicação à pátria e à Igreja”.
No programa Bombeiro Mirim, do Corpo de Bombeiros Militar, Luan Thales era voluntário. Trabalhava na formação de crianças no projeto que o acolheu. Ele foi baleado na Rua Tororós, a poucos metros do quartel.
Jair Sampaio

Nenhum comentário :

Postar um comentário