Sem opção, PRB mantém pré-candidatura de Flávio Rocha à Presidência

Ofuscado por outros nomes, como o de Geraldo Alckmin (PSDB) e Ciro Gomes (PDT), a pré-candidatura do empresário potiguar Flávio Rocha (PRB) está cada vez mais incerta. Em reunião realizada na manhã desta quarta-feira, 11, o presidente do partido, Marcos Pereira, comunicou que a bancada da sigla no Congresso decidiu, por hora, manter a pré-candidatura, basicamente, diante da falta de opções que o PRB tem no momento no chamado “centrão” – que é como é chamado o grupo de partidos que não é nem de direita, nem de esquerda no Congresso.
Segundo Marcos Pereira, na reunião entre os deputados federais e senadores do PRB, ficou definido que a pré-candidatura de Flávio Rocha estava “mantidíssima” porque a bancada estava se sentindo “usada” por esse “centrão”. E a situação continuaria assim, até o partido ter uma definição de que rumo vai seguir.
“A bancada está cansada de ser usada, os partidos maiores querem usar o tempo do partido, a estrutura do partido, mas não querem ter reciprocidade com o partido. Nós já fomos sozinhos para a eleição outras vezes, vamos ver se o bloco centrão aceita apoiar o Flávio Rocha e aí a gente pode rever essa posição. A maioria do partido está se sentindo usada. Todo mundo se fortalece e a gente continua na mesma”, afirmou Pereira ao jornal Estadão.
Atualmente, o PRB conversa com o DEM, o PP e o Solidariedade sobre a possibilidade de uma candidatura única do grupo para a Presidência. Integrantes do DEM e do PP, porém, tem “flertado” também com outras pré-candidaturas, como a de Ciro Gomes e a de Alckmin. Por isso, inclusive, a pré-candidatura de Flávio Rocha, no início da semana, era dada como “encerrada”.

Nenhum comentário :

Postar um comentário