Alckmin pomete criar a Guarda Nacional do Nordeste

Após apresentar apenas um resumo de diretrizes, o candidato à Presidência da República pelo PSDB, Geraldo Alckmin, começou a detalhar seu plano de governo nesta sexta-feira (31).
A empresários cearenses, o tucano detalhou nove propostas para o Nordeste e disse que mandará para a região a primeira brigada de 5.000 homens e mulheres que comporão a guarda nacional que se comprometeu a criar. A região lidera os números de homicídio por arma de fogo.
O candidato participou de um evento promovido pela FIEC (Federação das Indústrias do Ceará). Foi tratado como “presidente” pelo empresário Beto Studart, presidente da federação, e ouviu dele felicitações por ter feito aliança com o centrão (DEM, PP, PR, PRB e SD).
A presença do grupo é justamente um dos principais motivos de críticas a Alckmin, já que os partidos integrantes têm alvos da Lava Jato e alguns grande apetite por cargos.
Diante dos empresários, Alckmin se comprometeu a criar e patrocinar hubs de inovação, e criar dois fundos para financiar pesquisa, inovação e startups.
O presidenciável propôs fortalecer 40 cidades médias da região com oferta de bens e serviços públicos como água, saneamento, energia, banda larga, saúde, educação e segurança.

Comentários