Consult: Walter Alves, 3,24%, Benes Leocádio, 1,88%, Fábio Faria, 1,71% e Mineiro, 1,65% são os mais citados para deputado federal

Fábio Faria entre os primeiros mais citados para federal (Foto: Reprodução)
O deputado federal Walter Alves (3,24%), o ex-prefeito de Lajes, Benes Leocádio (1,88%), o deputado federal Fábio Faria (1,71%), o estadual Mineiro (1,65%) e o senador José Agripino (1,29%) são os mais citados, espontaneamente, para deputado federal. É o que aponta a pesquisa Consult divulgada nesta segunda-feira, 109, pelo Blog do BG e 98 FM.
Depois deles, Natália Bonavides e Beto Rosado têm 0,94%. Caramuru marcou 0,59% e Gilvan Alves tem 0,47%.
João Maia, General Girão e Rafael Motta marcam 0,41%
Carla Dickson, Lawrence Amorim e Eucana Samuel aparecem com 0,35% cada. Karla Veruska pontuou 0,29%.
Com 0,24% aparecem Kerinho, Abraão Lincoln, Mestre Raimundo e Walter Fernades.
Pastor Sandoval, Rogério Marinho e Anderson Alves têm 0,18%.
Na lista dos que pontuaram 0,12% aparecem Jaime Groff, Garibaldi Leite, Thiago Cartaxo, Ana Michele, Bertone, Ricardo Motta, Vivaldo Costa, Márcio Cavalcanti, Hildebrando, Dra. Vanessa, Nelter Queiroz, Gilberto, Kelps Lima, Jumaria Costa, Robson Carvalho e Cacilda.
Por fim, com uma citação, ou 0,06% aparecem Henrique Alves, Major Moreira, Cristiane Dantas, Bispo Francisco de Assis, Ezequiel Ferreira, Keke, Katrim Paula, Juliana Cordeiro, Felipe Maia, Leleu Fontes, João Pedro, Francisco do PT, Kleber Rodrigues, Dr. Fernando, Ze Coco, Confessor, Getúlio Rego, Luis Carlos, Coronel Gomes, Carlos Augusto, Renato Fernandes, Albert Dickson, Henrique, Gláucio Tavares, Marcinho do PSL, Márcia Maia, Arthur Dutra, Professora Viviane, Silvino Baú e Jackon Bezerra.
Os entrevistados que não souberam ou não quiseram responder são 58,24% e 21,35% afirmam que não votarão em nenhum.
A pesquisa foi realizada entre os dias 4 e 7 de setembro em todas as 12 regiões do Estado. Foram feitas 1.700 entrevistas, com margem de erro de 2,3% e índice de confiabilidade de 95%. O levantamento foi registrado no TSE sob o protocolo RN-08648/2018.

Comentários