Pacotes encontrados em praias do Nordeste podem ser defensas usadas para amenizar impacto na atracação de navios

Pacotes surgiram em diversos pontos do litoral nordestino
Os pacotes sem identificação encontrados em praias do Nordeste podem ser objetos chamados de defensas de portos ou barcos. Eles são usados para amenizar o impacto de navios ao atracar em portos. É o que aponta uma nota emitida nesta terça-feira, 30, pela Diretoria de Controle de Fontes Poluidoras da Agência Pernambucana de Meio Ambiente (CPRH).
Nesta terça, chegou a 24 o número de pacotes sem identificação resgatados em praias de Pernambuco. Assim, subiu para seis a quantidade de municípios que registraram o aparecimento do material no estado. Cada um pesa mais de 100 quilos e ainda não se sabe o que tem dentro.
Os pacotes sem identificação estão sendo encontrados em praias do litoral do Nordeste desde o dia 22 de outubro. Foram achados 75 volumes em Alagoas, 30 no Piauí e três na Paraíba. Também foram vistos pacotes em praias do Ceará e Rio Grande do Norte.
Segundo a nota da CPRH, há duas probabilidades para explicar o aparecimento dos pacotes. Uma delas é que a carga pode ter caído de um navio após um acidente. A outra diz respeito ao possível descarte de defensas que não tinham mais condições de uso.
A agência informou que recebeu informações de resgate de pacotes em Igarassu, Paulista, Jaboatão dos Guararapes e Cabo de Santo Agostinho. Diante disso, a CPRH determinou a coleta de amostras para a realização de análise preliminar.
Os primeiros resultados, como já tinha sido apontado em Alagoas, revelam que se trata de um resíduo de um polímero, um tipo de plástico ou borracha. A CPRH informou, ainda, que depois da conclusão do laudo vai informar aos municípios e o que fazer com o material.
Sobre a origem dos pacotes, a agência disse que vai solicitar ao Ibama e à Capitania dos Portos auxílio para tentar identificar o responsável pelo material.
Litoral potiguar
Os pacotes encontrados em várias partes do litoral nordestino, surgiram também em pelo menos seis pontos diferentes e afastados uns dos outros no litoral potiguar, ao longo dos últimos dias. Os encontros são relatados por pessoas em praias de Natal e de outros pontos do estado.
Eles foram achados em Rio do Fogo, no litoral norte; na praia de Sagi, em Baía Formosa, litoral Sul potiguar; e nas Praia do Forte e na Via Costeira, que fica em Natal. Outro ponto com ocorrência foi a praia de Ponta do Mel, em Areia Branca, na região Oeste potiguar. Moradores também relataram ter encontrado um objeto como este em Búzios e em Maracajaú. Autoridades ainda não sabem a origem dos objetos.
“O Comando do 3º Distrito Naval, informa que não foram registrados acidentes náuticos na região que justifiquem o aparecimento de “pacotes sem identificação” que estão sendo encontrados no litoral do Nordeste. Até o momento, as Capitanias dos Portos envolvidas estão acompanhando”, declarou, em nota, o distrito da Marinha do Brasil responsável pela região. (Com informações G1).

Comentários