Bolsonaro vai a culto na igreja frequentada pela esposa e diz que pacificará o Brasil

Bolsonaro participa de culto ao lado da esposa, Michelle Bolsonaro, no Rio de Janeiro (Foto: Agência Brasil)
O presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL) deixou sua residência na Barra da Tijuca por volta das 11h da manhã nublada de domingo, 4, em direção à Igreja Batista Atitude, no mesmo bairro e frequentada pela esposa do político, Michele Bolsonaro. Ele foi acompanhado da habitual escolta de policiais federais e militares e, na saída do condomínio, teve seu nome festejado por vários fãs que desde cedo aguardavam sua saída.
Aos gritos de “mito, mito, mito”, eleitores e alguns amigos que aguardavam ser recebidos acenavam enquanto a escolta seguia para o Recreio dos Bandeirantes, bairro também na zona oeste do Rio. Além do culto da manhã, Bolsonaro não tinha nenhuma outra agenda programada.
Durante o culto, o presidente eleito agradeceu a maioria dos presentes pelo apoio, a consideração, as orações e a confiança que recebeu. Concordando com o pastor Josué Valandro Jr, afirmou que, a partir de janeiro, será o presidente de todos no Brasil.
“Queremos sim, e, usando agora meu lado militar, seguir os passos de Caxias, o Pacificador. Mas, com a alma livre, tendo Deus acima tudo, buscarmos atender a todos que necessitam. Tenho certeza que, dessa forma, atingiremos o objetivo que não é meu, mas de todos nós.”
Bolsonaro acompanha culto em Igreja Batista no Rio de Janeiro (Foto: Alba Valéria Mendonça/G1)
Bolsonaro voltou a citar o salmo “ E conhecereis a verdade e a verdade vos libertará” e foi aplaudido. “Muito obrigado a todos e que as orações continuem. Brasil acima de tudo. Deus acima de todos”, concluiu.
Depois da mensagem no palco do salão de orações, o presidente eleito e a mulher Michele voltaram para uma cadeira na plateia, de onde acompanharam a mensagem do pastor que está à frente da Igreja há 15 anos. (Com informações da Agência Brasil).

Comentários