Estudante do Vale do Açu é nota 1.000 na redação do Enem


Das 55 redações que alcançaram a nota máxima no Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM) 2018, duas são de autoria de estudantes potiguares: Rylla Melo, de Ipanguaçu, e Carolina Mendes Pereira, de Mossoró. As notas foram divulgadas nesta sexta-feira, 18, pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (INEP). Fazendo o exame pela segunda vez, já que terminou o ensino médio no começo de 2018, a potiguar deixou família e amigos para vir morar na capital potiguar no ano passado, com o único objetivo de estudar para o exame.
É realmente incrível, não tenho palavras. Sou muito grata a Deus, a todos que fizeram parte disso. A minha família que me deu a oportunidade de fazer o cursinho e vir à Natal, já que sou do interior. Eu vim para cá exclusivamente para fazer cursinho e me preparar para o Enem”, diz.
Estudando em média 10 horas por dia, se desdobrando nas aulas de um cursinho preparatório e as revisões diárias em casa, Rylla conta que ficou surpresa e ao mesmo tempo “sem palavras” ao saber que tirou 1.000 na redação do Enem, sendo uma dos 55 candidatos em todo o Brasil a alcançar tal marca. Fazendo o Enem pela segunda vez na vida, Rylla já tinha tirado 880 na primeira ocasião. O segredo para a nota máxima foi uma preparação intensa que contava com redações e palestras semanais com diferentes temas.
Sobre o Sisu, que terá o período de inscrições aberto na próxima segunda-feira (22), Rylla tenta conter a ansiedade ao mesmo passo em que foca as expectativas para conferir as notas de corte. Tendo um pai contador e a mãe psicopedagoga, ela quer cursar Medicina e se tornar a primeira médica da família.
Eu ainda não decidi, espero entrar no curso e me encantar por alguma área, me apaixonar de verdade. Até agora eu sobrevoo por muitas áreas, mas não consigo ainda escolher”, conclui.
A notícia é da Tribuna do Norte.

Comentários