Guamaré: O avanço do mar pode dar fim a praia do presídio


As impressionantes imagens de satélite do “Google Earth” registram o delicado drama do desaparecimento da Ilha do Presídio. O processo de erosão dos últimos 13 anos, acende um alerta: as areias e manguezais da ilha é um importantíssimo berçário da vida marinha, mas também funcionam como um quebra-mar que protege a cidade de Guamaré da arrebentação das ondas
Diferente do dinamismo da praia do Amaro, onde as dunas, próximas a água, e as croas estão constantemente se renovando, a ponta da ilha do Presídio não dá sinais de recuperação. Distante mais de 200 metros da costa, em 2005, o local onde ficava a principal barraca do seu Manuzinho, hj está quase submerso na maré cheia.
Bem, a areia não está simplesmente desaparecendo… um outro problema é o assoreamento da entrada do rio Aratuá que gera um grande risco para as embarcações que trafegam por ali.
Não sei ao certo, mas há quem diga que a ponta da ilha do Presídio é a areia dragada do rio no início dos anos 80, no mesmo período da construção do porto, para facilitar a entrada das grandes embarcações das empresas contratadas pela Petrobras.
Fica o alerta para um estudo do potencial agravamento dos riscos e se é viável uma intervenção.
Blog o Guamareense

Comentários