Após confusão, senadores pedem adiamento da eleição para presidência da Casa

Plenário do Senado (Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil)
O bate-boca gerado pela aprovação do voto aberto para a eleição da Presidência do Senado provocou pedidos de adiamento da sessão. Com a insistência da senadora Katia Abreu (PDT-TO) em não devolver uma pasta com questões de ordem para o presidente em exercício, Davi Alcolumbre (DEM-AP), senadores passaram a solicitar que o democrata adie o pleito para a próxima segunda-feira, 4.
Os pedidos de suspensão partiram, principalmente, dos senadores Omar Aziz (PSD-AM), Jayme Campos (DEM-MT) e Jorge Kajuru (PSB-GO). “Já estou velho para isso aqui. Que vexame isso que está acontecendo. Peço desculpas aos meus filhos, aos meus netos, pelo que está acontecendo aqui. O senhor é do meu partido, mas eu não concordo com o que está acontecendo aqui e vou me retirar se isso continuar”, afirmou Jayme.
Já Jorge Kajuru (PSB-GO) disse que o Plenário se comparava não a um hospício, mas “àquele lugar que tem em todos as cidades do interior”, referindo-se de forma indireta a um prostíbulo. (Com informações Estadão Conteúdo).

Comentários