Partido e servidores dizem que Estado tem dinheiro e não paga porque não quer


A bancada do partido Solidariedade (SD) na Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte (ALRN) judicializou, na tarde desta segunda-feira (4), a cobrança dos salários atrasados dos servidores estaduais. Tanto o partido, quanto os servidores estaduais afirmam que o Governo do Estado tem dinheiro em caixa e não paga porque não quer.
Na ação protocolada junto ao Tribunal de Justiça do Rio Grande do Norte (TJRN), os deputados Kelps Lima, Alysson Bezerra e Cristiane Dantas querem obrigar a governadora Fátima Bezerra (PT) a pagar os servidores com salários utilizando parte dos recursos que o Governo do Estado tem em caixa. De acordo com o levantamento feito pelo Solidariedade, mesmo com a alegada crise financeira, há dinheiro em caixa.
O próprio Sindicato dos Trabalhadores da Administração Indireta (Sinsp) confirma a existência de dinheiro em caixa parado. A categoria preparou até uma campanha entitulada “O Governo do Estado tem dinheiro em caixa. Porque não paga os salários atrasados?”.
Segundo o proposto pelo SD, os pagamentos com parte do dinheiro que está nas contas do Governo deverá seguid a ordem cronológica, já que o partido alega que a governadora Fátima Bezerra está com o próprio salário, juntamente com os dos demais cargos comissionados, em dia e que a governadora teria quebrado essa ordem ao não pagar o que ficou para trás, descumprindo uma determinação legal.
Ontem, Kelps se pronuniou publicamente sobre a possibilidade do Estado ter aproximadamente R$ 400 milhões guardado em conta. De acordo com ele, o Governo está fazendo uma poupança às custas do servidor público.

BG

Comentários