Sob pressão dos movimentos sindicais e das redes sociais, Fátima vai vetar o projeto que garante pagamento de férias e 13º salário para deputados

Governadora Fátima Bezerra
Diante das pressões externadas nas redes sociais por movimentos sindicais, como o Sindicato dos Trabalhadores do Serviço Público da Administração Direta do RN (SINSP/RN) e até mesmo por movimentos de direita, com o  Movimento Brasil Livre (MBL) no Rio Grande do Norte, o Força Democrática e o Endireita Natal, a governadora Fátima Bezerra (PT) já teria batido o martelo e disse que vai vetar o projeto de autoria da Mesa Diretora da Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte que que dispõe sobre pagamento de abono de férias e 13º salário para deputados estaduais.
A informação, inclusive, já foi pioneiramente divulgada, a partir de Mossoró, pelo jornalista Carlos Santos, em sua Coluna do Herzog.
A governadora tinha até o próximo dia 20 para oficializar a sua decisão de vetar ou não o projeto, mas já resolveu antecipadamente comunicar ao presidente da Assembleia, Ezequiel Ferreira de Souza (PSDB), que não vai endossar a iniciativa.
A presidente do Sindicato dos Trabalhadores do Serviço Público da Administração Direta do RN (SINSP/RN), Janeayre Souto, cobrou de forma enfática à governadora Fátima Bezerra o veto da matéria.
Em um vídeo, Janeayre destacou: ” os deputados estaduais ignoraram a crise financeira vivida pelo estado do Rio Grade do Norte. Para eles, a crise é só para o poder Executivo (…) é necessário que a governadora Fátima Bezerra vete essa vergonha (…) Veta Fátima Bezerra! os serviços e os servidores públicos precisam desse ato seu nesse mês de março: não sancionar essa lei. É o minimo de respeito aos serviços e servidores do nosso estado”.
Detalhe: A Assembleia Legislativa pode “derrubar” o veto de Fátima Bezerra e promulgar a lei. Resta saber se o presidente Ezequiel Ferreira vai querer empunhar essa bandeira.

Comentários