CÂMARA MUNICIPAL DE IPANGUAÇU TEM ENERGIA CORTADA

Onze vereadores compõe a classe de fiscalização aos prédios publico na cidade de Ipanguaçu, no Oeste do Rio Grande do Norte. Uma cidade em que o desentendimento entre vereadores deixa a cabeça da população confusa.

É que, dois vereadores se intitularam como presidente da casa, sendo que ambos entram em conflitos e por este motivo, as sessões foram suspensas por tempo indeterminado.
Eleições para o biênio 2018 / 2019 já aconteceram e de fato, o vereador eleito tomou posse. Porém, houve uma outra eleição para o biênio 2019 / 2020, sendo eleito um outro vereador.
 
O vereador Berguinho, se diz ser presidente da casa, e Batista Bertoldo, também se diz presidente do legislativo. Um processo está tramitando na justiça para definir de quem realmente tomará posse como presidente da câmara.

Enquanto isso, uma empresa cortou a energia da Câmara Municipal pela falta de pagamento. Informações é que as contas da câmara estava bloqueadas, e que vereadores e funcionários não receberam dinheiro. Por este motivo, a energia foi cortada pela falta de pagamento com papeis atrasados.

Nos últimos dias, saiu uma liminar concedendo para que um dos "presidentes" ter acesso as contas da câmara para efetivar o pagamento dos vereadores e também dos funcionários. 

O espaço fica aberto para esclarecimentos.

Comentários