Trio bate carro roubado ao tentar escapar de blitz da Lei Seca em Natal


Fiscalização foi realizada neste domingo (19). Dezoito foram autuados por embriaguez ao volante. PMs ainda prenderam um motorista que tentou subornar a equipe com R$ 50.
Quatro homens foram presos na tarde deste domingo (19) durante uma fiscalização da Operação Lei Seca realizada no bairro Petrópolis, na Zona Leste de Natal. Três estavam em um carro roubado, que acabou batendo durante a fuga (veja vídeo acima). Já o quarto detido, recebeu voz de prisão ao tentar subornar um policial oferecendo R$ 50.

A blitz terminou com 18 motoristas autuados por embriaguez ao volante, e outros 22 por infrações diversas. Na madrugada do sábado (18), PM e Detran autuaram 35 condutores por estarem dirigindo sob efeito de bebida alcoólica. Já na manhã do domingo (19), uma professora de dança morreu em um acidente de trânsito na Av. Prudente de Morais, uma das mais movimentadas da cidade. O causador da batida, um homem de 63 anos, estava embriagado.

Coordenador da Operação Lei Seca no RN, o capitão PM Isaac Paiva contou ao G1 que os três presos com o carro roubado ainda estavam com um simulacro de arma de fogo. E um deles, foragido da Justiça, tinha um mandado de prisão em aberto.

Trio abandonou o veículo e saiu correndo — Foto: Reprodução/vídeo Trio abandonou o veículo e saiu correndo — Foto: Reprodução/vídeo
Trio abandonou o veículo e saiu correndo — Foto: Reprodução/vídeo

"Os três estavam em um Volvo. Antes que pudéssemos fazer a revista, o motorista acelerou o carro. Porém, eles acabaram batendo no canteiro central da Rua Potengi. O trio abandonou o veículo e saiu correndo. Conseguimos prender dois deles quase que de imediato, e o terceiro foi encontrado pouco tempo depois", ressaltou o oficial.

"Os indivíduos estavam portando um simulacro de pistola, extremamente semelhante à arma real. Um dos criminosos possuía mandado de prisão em aberto e encontrava-se foragido, além de estarem em veículo roubado, com placa fria. O veículo havia sido tomado de assalto no dia 7 deste mês", acrescentou.

Suborno
Ainda de acordo com Isaac, além dos três presos, outro fato marcou a blitz. Um condutor, que se recusou a fazer o teste de alcoolemia, para tentar se livrar da situação ainda ofereceu R$ 50 a um dos policiais da equipe. O motorista, que é comerciante em Parnamirim, cidade da Grande Natal, recebeu voz de prisão e foi conduzido à Delegacia de Plantão pelo crime de corrupção ativa.

Imprevisibilidade
Isaac Paiva destaca que a blitz realizada neste domingo foi montada em um horário não muito comum. E a proposta é justamente esta: mudar a rotina e a previsibilidade das operações.

A operação abordou 559 motoristas. Além dos quatro presos, 18 condutores foram autuados por estarem dirigindo sob influência de álcool, 22 por cometimento de infrações diversas, e 4 veículos foram rebocados ao pátio do Detran.



Detran

Comentários