Apresentadora do “Boletim Lula Livre” é presa em São Paulo

Cantora e ativista Preta Ferreira (Foto: Reprodução)
Policiais civis do Departamento Estadual de Investigações Criminais (Deic) cumpriram mandado de prisão temporária, na segunda-feira, 24, contra quatro pessoas de movimentos por moradia do centro de São Paulo.
Entre as pessoas presas, está a cantora e ativista Preta Ferreira, liderança do Movimento Sem Teto do Centro (MSTC) e apresentadora do “Boletim Lula Livre”, publicado nas redes sociais do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) às quartas-feiras.
A informação foi confirmada pela assessoria do Deic.
Os pedidos de prisão foram feitos com base nas investigações da 3ª Delegacia da Divisão de Investigações Gerais (DIG), que apura as irregularidades e possíveis responsáveis da ocupação no edifício Wilton Paes de Almeida, no largo do Paissandu (centro de São Paulo), que desabou após um incêndio em 1º de maio de 2018, e apontaram cobrança indevida de aluguel.
Por meio de nota, o MSTC disse que “os advogados que acompanham o caso junto às lideranças apontam arbitrariedade da Justiça em autorizar prisão de lideranças que não estão estão envolvidas com o prédio que desabou, que não tinha nenhum movimento organizado e reconhecido em sua gestão”.
O movimento afirmou que “repudia veementemente essa nova tentativa de criminalização dos movimentos sociais de moradia através da perseguição judicial de seus líderes e exige a imediata libertação de seus membros”. (Com informações R7).

Comentários