No Morumbi, Colômbia vence o Catar e se classifica para quartas de final da Copa América

A Colômbia superou um difícil desafio na noite desta quarta-feira, no Morumbi. Depois de pegar (e vencer) uma Argentina desorganizada defensivamente, a seleção “cafetera” sofreu para furar a defesa bem organizada do Catar.
Só no fim, após um passe de cinema de James Rodríguez e finalização de cabeça de Duván Zapata, a Colômbia garantiu a vitória por 1 a 0 sobre o rival asiático e se classificou com antecedência às quartas de final da Copa América.
O Catar, apesar da derrota, ganhou muitos fãs no Morumbi e ainda tem chances de avançar.
Líder absoluta do Grupo B da Copa América, a Colômbia vai agora a seis pontos – garantindo, no mínimo, a segunda posição da chave. O Catar, com um pontinho, vai precisar vencer a Argentina na última rodada se quiser avançar – veja a tabela do torneio.
Com o jogo amarrado, o camisa 10 da Colômbia chamou a responsabilidade e deu um passe perfeito, de trivela, pelo alto, para Zapata fazer o gol da vitória. Como Falcao García começou no banco de reservas, James Rodríguez foi capitão do time em boa parte do jogo – até a entrada do amigo no segundo tempo.Apesar de ter finalizado mais do que o Catar (seis vezes, contra apenas uma do rival), a Colômbia não criou uma chance tão clara de gol que levasse perigo ao goleiro Al-Sheeb.
Com James e Cuadrado muito bem marcados, a equipe de Carlos Queiroz sofreu para encaixar bons ataques que furassem a defesa do Catar. No melhor momento, uma boa trama pela direita deixou Medina livre para chutar – na rede pelo lado de fora. Mesmo assim, um primeiro tempo abaixo da média.
A Colômbia voltou com Arias no lugar de Medina, que sobe mais para atacar. Na busca pelo primeiro gol, logo aos três minutos, o árbitro marcou pênalti para os colombianos. Após rever as imagens, porém, o juíz anulou. A Colômbia continuou massacrando. Só aos 40 minutos que Duván Zapata abriu o placar.
Após uma linda bola de James Rodríguez, o atacante cabeceou com muita qualidade para fazer o único gol da partida. O mesmo Zapata teve a chance de ampliar no último lance do jogo, após um contra-ataque, mas finalizou para fora, cara a cara com o goleiro.
Arbitro perdido
O venezuelano Alexis Herrera teve dificuldades para controlar a partida – incluindo uma confusão no final entre Afif e Barrios. Inseguro, consultou o vídeo até quando não era necessário e demorou a anular um pênalti marcado para a Colômbia.

Comentários