Banco do Brasil vai oferecer de R$ 20 mil a R$ 200 mil a funcionário que pedir demissão

Edifício sede do Banco do Brasil, em Brasília (Foto: Reprodução)
O Banco do Brasil (BB) deve oferecer incentivos que variam de R$ 20 mil a R$ 200 mil para funcionários que se demitirem voluntariamente. A medida faz parte do Programa de Adequação de Quadro (PAQ), anunciado na manhã desta segunda-feira,29.
Pelo que ficou acertado, o trabalhador com até 20 anos de empresa receberá 7,8 salários brutos como incentivo para o desligamento. Os funcionários da estatal com duas décadas ou mais de casa poderão receber até 9,8 salários.
Também está em estudo a possibilidade de que o BB pague o plano de saúde destes funcionários por mais um ano, incluindo os dependentes. O trabalhador que aderir ao PAQ também deve ficar isento de pagamento de custos de treinamento, como cursos, graduação, idiomas e certificações.
O fato relevante com o anúncio de reestruturação foi publicado na manhã desta segunda-feira pelo BB.
Reestruturação
De acordo com o BB, o PAQ busca otimizar a distribuição da força de trabalho, equacionando os excessos de pessoal nas unidades da instituição financeira. O programa vai em direção à “revisão” e “redimensionamento” da estrutura organizacional.
Uma das medidas é reduzir o número de agências, transformando 333 delas em Posto de Atendimento Avançado (PAA), que , que são pontos destinados a municípios desassistidos de serviços bancários e possuem estrutura reduzida de funcionários.
A implementação dessas ações ocorrerá no segundo semestre de 2019. O impacto financeiro do programa será divulgado até o final de agosto e não altera as projeções divulgadas para 2019.
“O Banco do Brasil reitera que estas e outras iniciativas se alinham ao propósito de ampliar a competitividade, por meio da transformação digital e do dinamismo do modelo de atendimento e relacionamento”, completou o fato relevante. (Com informações Blog do Vicente/Correio Braziliense).

Comentários