Bolsonaro diz que pai de presidente da OAB não foi morto por militares, e responde Santa Cruz o que diz saber sobre o caso

Foto: Reprodução/Facebook 

Após tomar grandes proporções na internet e virar alvo de críticas e cobranças, o Presidente Jair Bolsonaro resolveu comentar sobre uma de suas declarações à imprensa, em que disse:

— Um dia, se o presidente da OAB quiser saber como é que o pai dele desapareceu, no período militar, eu conto para ele

Em uma transmissão ao vivo no seu Facebook oficial, enquanto cortava o cabelo, Bolsonaro disse:

— Estão me criticando, que se eu sei, tenho que falar. O que eu sei da história? O pai do Santa Cruz integrava a AP, Ação Popular de Recife, era o grupo terrorista mais sanguinário que existia.

Bolsonaro segue narrando que, “o pai dele, ainda bastante jovem, veio ao Rio de Janeiro”, mas ao chegar na capital fluminense, os integrantes da AP local ficaram surpresos pois esperava a cúpula do grupo baseado em Pernambuco Então “eles resolveram sumir com o pai do Santa Cruz. Essa é a informação que eu tive na época sobre este episódio”.

O Presidente não deu mais detalhes de como conseguiu a informação, se atendo apenas a dizer que as teve “com pessoas com quem conversei na época, oras bolas. Conversava com muita gente, estive na fronteira”.

R7

Comentários