Claudia Leitte, Victor & Leo e Luciano Huck na lista dos jatinhos do BNDES

Luciano Huck foi agraciado com R$ 17,7 milhões para comprar um jatinho (Foto: Reprodução)
O presidente do Banco Nacional do Desenvolvimento Social (BNDES), Gustavo Montezano, está cumprindo a promessa de abrir a caixa-preta das gestões petistas. O primeiro ato foi a divulgação da lista de 134 empresários que compraram jatinhos a juros subsidiados pelo contribuinte.
Antagonista obteve em primeira mão a relação de beneficiários, entre eles artistas, banqueiros e empresários – vários deles enrolados na Lava Jato ou em outras investigações.
Antagonista revelou os proprietários dos dez jatinhos mais caros financiados pelo BNDES a juros subsidiados entre 2009 e 2014. Técnicos do banco calculam em R$ 700 milhões o prejuízo com a política de subvenção adotada por Lula e Dilma.
Na lista de 134 agraciados, há famosos como o apresentador Luciano Huck, a cantora Claudia Leitte e a dupla sertaneja Victor & Leo.
A aquisição de uma aeronave por Huck veio a público no ano passado, quando ele despontava como possível candidato à Presidência.
O jatinho foi comprado em 2013, em nome da empresa Brisair Serviços Técnicos Aeronáuticos pelo valor de R$ 17,7 milhões, via Itaú/Unibanco, com juros a 3% ao ano.
A modalidade de empréstimo do BNDES por meio de bancos privados tem como objetivo reduzir o risco da operação.
O Itaú/Unibanco também foi o agente do empréstimo de R$ 6,1 milhões para o jatinho da cantora baiana. O recurso foi liberado, em 2009, em nome da Bahia Golf Agência de Viagem, registrada em nome do seu pai, Claudio Oliveira Inácio. Juros de 4,5% ao ano.
No caso da dupla sertaneja, o BNDES liberou por meio do Banco do Brasil uma linha de R$ 6,4 milhões para a compra de um jato executivo da Embraer. O dinheiro saiu também em 2009 com a mesma taxa de juros de 4,5%, em nome da empresa Vida Boa Shows e Eventos, de Vitor e Leonardo Chaves.
Confira a relação dos proprietários das dez aeronaves mais caras bancadas pelo BNDES:
JBS S/A – R$ 39,78 milhões (2009)
Doria Administração de Bens Ltda – R$ 44,03 milhões (2010)
Neo Táxi Aéreo – R$ 44,97 milhões (2011)
Construtora Estrutural – R$ 64,01 milhões (2012)
Brasil Warrant Adm de Bens – R$ 75,46 milhões (2013)
Lojas Riachuelo – R$ 55,52 milhões (2013)
Sumatera Participações – R$ 65,96 milhões (2013)
Industrial e Comercial Brasileira – R$ 59,11 milhões (2013)
CB Air Taxi Aéreo – R$ 77,78 milhões (2013)
Eurofarma Laboratórios – R$ 43,99 milhões (2014)
Com informações O Antagonista

Comentários