Mulher mobiliza a polícia ao simular sequestro para fugir com amante


A mulher de 29 anos que simulou que havia sido sequestrada para fugir com um suposto amante mobilizou o efetivo da Delegacia de Investigações Gerais (DIG) de Sorocaba (SP). O caso foi registrado pelo marido dela depois de receber uma mensagem falsa de socorro da esposa.
A delegada Luciane Bachir contou ao G1 nesta quarta-feira (14) que o marido procurou a polícia no dia 7 de agosto alegando que havia recebido uma mensagem da esposa, com quem foi casado por 12 anos.
No recado, ela dizia que havia sido sequestrada. Em seguida, a equipe passou a investigar o suposto crime.
“É claro que investigamos todos, mas foi irresponsável. Que sirva de alerta, porque movimentou toda a polícia e o efetivo para focar nisso, porque o marido estava desesperado”, afirma a delegada.
A polícia pediu a quebra de sigilo durante a investigação e ouviu amigos e parentes do casal, que também receberam a mensagem. Após a apuração, a polícia constatou que não havia sequestro.
A mulher foi encontrada em Porto Feliz (SP) e alegou à polícia que não sabia o que fazer e, por isso, decidiu mentir para os amigos e para a família.
Segundo a polícia, a mulher afirmou que conheceu o rapaz cinco meses atrás. Ele também foi ouvido e disse que não sabia sobre o plano dela.
Ainda de acordo com a polícia, a mulher assinou um termo circunstanciado e irá responder pelo crime em liberdade. A pena varia de um a seis meses.
G1


Comentários