Cada funcionário da liderança do PT na Câmara que participou do bolão da Mega-Sena vai receber R$ 2,4 milhões

Cada funcionário que participou do bolão jogou R$ 10 (Foto: Gustavo Maia/ Agência O Globo)
O prêmio de R$ 120 milhões do concurso 2.189 da Mega-Sena, realizado na quarta-feira, 18, saiu para um bolão de funcionários da liderança do Partido dos Trabalhadores (PT) na Câmara dos Deputados. Cada um vai receber R$ 2,4 milhões. Segundo a Caixa, a aposta ganhadora – que não tem o número 13 do partido – é um bolão com 49 cotas. As dezenas sorteadas foram: 04 – 11 -16 – 22 – 29 – 33.
No plenário da Câmara, durante a votação do projeto de reforma partidária e eleitoral, deputados foram ao microfone brincar com a notícia inusitada, dizendo que o PT agora vai desistir do projeto de taxação de grandes fortunas — uma bandeira do partido —, e que vai ter que “socializar” o dinheiro.
Nenhum parlamentar participou do bolão. Um funcionário, que não quis se identificar, disse que é o responsável por coletar o dinheiro para a aposta e relatou que dessa vez muitos colegas não quiseram entrar. “É difícil arrancar R$ 10”, comentou.
Alguns deputados petistas abandonaram a votação no meio para confraternizar com os funcionários e brincaram com o episódio.
“Contem-me tudo e não escondam nada”, gritou a deputada Benedita da Silva (PT-RJ) ao entrar na liderança do partido.
“E aí, ainda tem assessor aqui?”, questionou Carlos Zarattini (PT-SP), dando risada.
Médico, o deputado federal e ex-ministro da Saúde Alexandre Padilha (PT-SP) foi chamado de volta à sala para atender uma ganhadora que passou mal. Segundo relatos, a mulher ficou muito emocionada ao se descobrir milionária.
Os funcionários da liderança tinham o hábito de fazer o bolão sempre que a loteria está acumulada. Algumas vezes a cota foi fixada em R$ 50, mas desta vez foi de apenas R$ 10. (Com informações O Globo).

Comentários