Concluída a apuração, conheça os novos membros do Conselho Tutelar de Alto do Rodrigues

Rosineide, Neta Borges, Wellington Sousa, Mariana e Fábia Cristina

As eleições para o Conselho Tutelar de Alto do Rodrigues transcorreu na mais absoluta tranquilidade.

O processo eleitoral aconteceu neste domingo, 6, em todo país de modo unificado. Em Alto do Rodrigues foram registrados 17 candidatos que concorreram a 5 vagas para a composição do Conselho Tutelar no município.

O promotor da Comarca de Pendências, o Dr. Ricardo Formiga, esteve presente durante parte da votação e praticamente em toda a apuração dos votos, no auditório da escola municipal Mons. Walfredo Gurgel, oportunidade em que atendeu com exclusividade a reportagem do blog Panorama do Alto e fez uma avaliação da eleição, a sua primeira experiência numa eleição do gênero como titular da circunscrição.

"O que precisa ser aprimorado é a apuração dos votos em cidades com menos de 20 mil eleitores, pois o voto impresso torna o processo muito moroso. Certamente, deverá ser um ponto a ser discutido, no sentido de tornar o pleito mais eficiente também nas pequenas cidades", avaliou.

O resultado com os nomes dos candidatos eleitos foi conhecido a exatamente 2h09 da madrugada quando foram computados os últimos votos.

Foram eleitos para assumir o Conselho Tutelar de Alto do Rodrigues a partir de janeiro de 2020 os seguintes candidatos com os respectivos votos:


1º) Wellington Sousa 1027;

2º) Rosineide 838;

3º) Mariana Cunha 749;

4º) Fábia Cristina 704;

5º) Neta Borges 655

Como suplente foi eleito o candidato Jonas com 553 votos. O resultado oficial virá com a homologação judicial que ocorrerá nos próximos dias por meio da Comarca com sede em Pendências.



A secretária municipal de Educação, Irani Cunha, juntamente com sua equipe e servidores da secretaria municipal de Assistência Social e a presidente do Comdica, Micarla Cristina, agradeceram aos candidatos e a todos que contribuíram para a realização do pleito,  especialmente aos candidatos pelo comportamento exemplar durante toda a apuração. 

Irani, sugeriu o uso de urnas eletrônicas para próxima eleição em 2023, o que na sua ótica agilizaria o processo e evitaria o longo tempo de espera devido as filas, assim como o trabalho excessivo e desnecessário na apuração de votos em cédulas, já que a Justiça eleitoral dispõe desse tipo de tecnologia e o país é uma referência no assunto.

Integrante da comissão do processo eleitoral, Rodrigo Silva explicou que o município recebeu apenas 4 urnas e que as mesmas foram distribuídas da melhor forma possível visando o bom andamento das eleições.

Panorama do Alto

Comentários