FESTA DO FLAMENGO NO RIO: Guarda atropelado, bombas de gás, tiros de borracha e brigas


Foto: Reuters
Um tumulto generalizado ocorreu por volta das 16h25 durante as comemorações do Flamengo pela conquista da Taça Libertadores das Américas no Centro do Rio . Um grupo de populares, muitos com os rostos cobertos, começaram a arremessar pedras e outros objetos em direção a Polícia Militar . Os PMs, por sua vez, revidaram bom bombas de gás lacrimogêneo. Os incidentes ocorreram na altura do prédio Balanço Mais não Cai. Houve correria entre o público. Antes do início do tumulto, o ônibus do Flamengo desviou da Avenida Presidente Vargas e seguiu pela contramão da Rua de Santana, que já estava interditada. O evento contava com esquema de segurança especial para esta tarde.
Na confusão que se formou na Avenida Presidente Vargas, uma viatura da Guarda Municipal deu ré e atropelou um agente. Nesse momento, o trio elétrico onde estava o time do Flamengo saiu da avenida e, por vias menores, levou os atletas ao Batalhão de Choque, na Rua Frei Caneca. O governador Wilson Witzel também estava na comitiva, e, assim como os jogadores, desceu do veículo no edifício da Polícia Militar.

Comentários