Por falta de pagamento, Cosern corta energia de prédios públicos de Macau e escola suspende aulas

Escola Municipal João Penha Filho suspendeu as aulas após o corte da energia (Foto: Redes sociais)
A Companhia Energética do Rio Grande do Norte (Cosern) cortou nesta terça-feira, 5, a energia de prédios públicos de Macau, na Costa Branca potiguar. De acordo com o prefeito Túlio Lemos (PSD), o débito soma mais de R$ 300 mil e é referente às contas de julho, agosto e setembro.
Além do prédio da prefeitura, foi cortada a energia do mercado público, de uma quadra de esportes e da Escola Municipal João Penha Filho. A escola, inclusive, teve as aulas suspensas no período da tarde por causa da falta de energia.
Em nota, o prefeito afirmou que a a ação da Cosern “surpreendeu a administração municipal que havia tentado uma negociação desde último dia 30”. Ainda segundo o prefeito, uma nova negociação foi feita na tarde desta terça com a direção da Companhia e garantiu a religação da energia.
Ele explicou que o atraso no pagamento é “decorrente da frustração de receitas, com as quedas na arrecadação e o consequente aumento no déficit orçamentário mensal, que tem comprometido o planejamento orçamentário da gestão”.
A Cosern informou que cumpre a regulamentação da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) e não comenta débitos de clientes. (Com informações G1 RN).

Comentários