A demolição e o adeus ao Hotel Reis Magos em Natal; veja também um pouco de sua história


   Fotos: Pedro Vitorino

08 de janeiro de 2020. Para os nostálgicos, um dia de luto, para os visionários, o início de um novo capítulo para a orla na Praia do Meio. Após quase 55 anos, o visual da Avenida Café Filho passa a ganhar uma bela e grandiosa lembrança: o hotel de luxo Reis Magos.
Inaugurado em 07 de setembro de 1965, funcionou em Natal entre os anos de 1965 e 1995, quando foi desativado. Apesar de todas as resistências, novos projetos e até tombamento provisório, que não vingou – a pedido do Instituto dos Amigos do Patrimônio Histórico e Artístico Cultural e da Cidadania – e permaneceu fechado por quase duas décadas e meia.
O hotel chegou a contar com 63 apartamentos, uma suíte presidencial, recepção, salões nobres, elevadores, parque aquático, sauna, playground, restaurante, estacionamento com aproximadamente 50 vagas, salão de beleza, áreas de lazer, lojas de artesanato e serviço médico.
Depois de desativado, em meio ao imbróglio judicial sob a possibilidade de demolição, passou a ser um incômodo para os comerciantes e moradores locais, com o espaço cada vez mais em ruínas, sujeira, proliferação de insetos, depredação, e ainda abrigando usuários de drogas.
 Fotos: Reprodução/Curiozzzo

Comentários