Emparn registra chuvas de 157,7 mm no RN; previsão é de tempo chuvoso nos próximos dias

Chuva causa congestionamento na Av. João Medeiros Filho, uma das mais movimentadas da Zona Norte de Natal ( Foto: Mariana Rocha/Inter TV Cabugi
O município de Barcelona, no Agreste potiguar, registrou 157,7 mm de chuva entre 7h de quarta-feira, 8, e o mesmo horário de quinta-feira, 9, segundo o boletim pluviométrico da Empresa de Pesquisas Agropecuárias do Rio Grande do Norte (Emparn). Este foi o maior índice registrado no período de 24h analisado pela Emparn no RN.
Ceará Mirim, Na Grande Natal, com 140 mm, foi o segundo município mais chuvoso no período. A capital potiguar registrou 59,9 mm e Mossoró, no Oeste do Estado, 6,7 mm. Segundo a Prefeitura de Natal, a chuva na cidade foi de 110 mm; a média do mês é de 60 mm. Na Grande Natal as chuvas causaram alagamentos e abriram várias crateras em diferentes regiões da cidade nesta quinta.
Segundo a Emparn, a previsão é de tempo chuvoso nos próximos dias no Rio Grande do Norte. De acordo com a Empresa, a ocorrência de chuva é favorecida pelos ventos intensos em altos níveis da atmosfera sobre a parte central da América do Sul associados à formação de um Vórtice Ciclônico de Altos Níveis (VCAN) e ao aquecimento das temperaturas do oceano Atlântico.
Para Gilmar Bristot, chefe da Unidade de Meteorologia da Emparn, as precipitações mais intensas que caíram na madrugada de quinta ocorreram de modo bem distribuído nas diversas regiões do RN, especialmente nos municípios próximos ao leito do rio Potengi. “No litoral ocorreram descargas elétricas. As chuvas mais intensas devem migrar para o interior a partir de hoje (ontem)”, analisou.
Nos próximos dias, de acordo com a previsão, o tempo no litoral Rio Grande do Norte será de dias nublados com pancadas de chuva ao amanhecer e anoitecer. No interior do estado, as precipitações deverão ocorrer durante tardes e noites.
Balanço das chuvas
A primeira semana de 2020 já registrou chuvas acima de 100 mm, como no município de Luis Gomes, com 114 mm. “Seguindo esta tendência, em 2020 devemos ter um inverno melhor no interior do RN, mas ainda dentro da média histórica”, considerou Bristot.
A expectativa dos meteorologistas é que a chuva acumulada no período de janeiro a março registre, no Oeste, 390,7 mm; Região Central, 307,0 mm; Agreste, 234,8 mm e Leste 319,0 mm. (Com informações G1 RN).

Comentários