Empresários chineses visitam o Rio Grande do Norte com interesse no pescado potiguar

Chineses querem estreitar relações com empresários do setor pesqueiro do Estado (Foto: Sape/Assecom)
Empresários chineses interessados no pescado produzido no Rio Grande do Norte foram recebidos na tarde de terça-feira, 7, pelo secretário da Agricultura, da Pecuária e da Pesca do RN (Sape), Guilherme Saldanha, acompanhado do secretário adjunto Alexandre Wanderley e do subsecretário de Pesca, David Soares, na sede Sape, Centro Administrativo do Estado, em Natal.
Na ocasião, os chineses foram apresentados a empresários do setor pesqueiro do Estado com o objetivo de estreitar as relações comerciais entre os dois países, visando futuras negociações para exportação, principalmente de peixes e camarão produzidos aqui, com destino a China. Participaram também do encontro, o presidente do Sistema Faern/Senar, José Alvares Vieira, o presidente da Associação de Criadores de Camarão do RN (ANCC), Orígenes Monte, e o presidente do Sindicato da Indústria de Pesca do RN (Sindpesca), Gabriel Calzavara.
“A inciativa é de grade importância para promover o relacionamento comercial entre os dois países, em especial para o Estado do Rio Grande do Norte, maior produtor de camarão do país e agora, maior exportador de pescado do Brasil. A reunião foi uma excelente oportunidade para que os empresários locais trocassem informações e num futuro próximo possam fechar acordos para exportação de peixe, camarão, lagosta, entre outros”, afirmou Saldanha, titular da Sape.
É importante ressaltar que a visita dos empresários chineses a capital potiguar, é desdobramento da missão à China, na qual a chefe do Executivo estadual, governadora professora Fátima Bezerra (PT), a convite do Banco da China, esteve no país asiático, entre os dias 26 de novembro e 2 de dezembro de 2019, prospectando investimentos para o estado.
“Estamos aqui pela primeira vez, viemos por causa principalmente do camarão, muito famoso do Rio Grande do Norte e do alto volume de produção do Estado, com capacidade de atender a demanda de exportação para China. O camarão daqui tem qualidade, é saudável, inclusive já degustamos alguns pratos, achamos muito bom, muito gostoso”, declarou o intérprete Sun Xiang, da Shan Shan Group.
Por iniciativa do secretário Nacional de Aquicultura e Pesca do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Jorge Seif Júnior, no próximo dia 15, ocorrerá uma reunião em Brasília para tratar dos tramites legais para regulamentar a exportação de frutos do mar brasileiro para a China. “Fomos convidados a participar dessa reunião em Brasília, estamos trabalhando para agilizar a negociação da legalização desses produtos, para que em breve posamos iniciar as operações de exportação”, comunicou Orígenes Monte, presidente da ANCC.
“Tanto a pesca como a aquicultura são vocações econômicas do Rio Grande do Norte. A relação comercial do Brasil com a China pode ser fortalecida ainda mais com a abertura de um novo mercado pelo pescado potiguar. Temos atum, camarão, lagosta, peixe voador e diversas outras possibilidades. A pesca certamente fará parte da retomada do desenvolvimento de nosso estado”, finalizou David Soares, subsecretário de Pesca e Aquicultura da Sape.

Comentários