Ministro diz que plano para relaxamento de medidas de isolamento será divulgado em uma semana

O ministro da Saúde, Nelson Teich, disse nesta quarta-feira que vai apresentar um plano para o relaxamento das medidas de distanciamento social no país dentro de uma semana. De acordo com o Ministério da Saúde, o Brasil tem hoje 45.757 casos confirmados da doença e 2.906 mortes.
A gente hoje já tem uma matriz pronta. Daqui uma semana a gente entrega uma diretriz completa, depois dos ajustes - afirmou o ministro em entrevista coletiva no Palácio do Planalto.
Segundo o ministro, essa "diretriz" será customizada para atender as diferentes partes do país.

- O Brasil é gigante e heterogêneo, não tem como diretriz não ser customizada para as diferentes partes do país, para os diferentes estados e regiões, você vai computar quais os números de casos novos, com os anteriores, qual a estrutura de leitos, quantos estão ocupados, como está sua parte de recursos humanos, como tem que se planejar - disse.

Teich afirmou que o país não poderá ficar até "um ano e meio parado" e que o país precisa de um programa de "saída" para as medidas de isolamento social implementadas em resposta ao novo coronavírus.

- É impossível um país sobreviver um ano, um ano e meio parado. O afastamento é uma medida absolutamente natural e lógica, mas não pode não estar acompanhado de um programa de saída. É isso que a gente vai trabalhar - explicou.

Comentários