VÍDEO: “Muita febre, muita tosse. Não é uma gripe muito fácil de se superar”, diz governador do RJ, Wilson Witzel, sobre coronavírus


O governador do Rio, Wilson Witzel (PSC), publicou um vídeo nesta quinta-feira (16) em que fala sobre a saúde, dois dias após anunciar que fez um teste para coronavírus que deu positivo.
“Quero dizer que fiz uma tomografia, meu pulmão não foi tão atingido, o contágio foi pequeno. Mesmo assim, tive muita febre, muita tosse. Tenho passado a noite acordando com essa tosse. Realmente uma doença que não é igual a qualquer outra. Não é uma gripe muito fácil de se superar”.
No vídeo, Witzel agradece às mensagens que recebeu estimando melhoras e afirma que continua despachando do Palácio Laranjeiras.
“Tenho certeza que vamos passar por isso. Continuamos trabalhando, construindo os hospitais de campanha. Os especialistas ainda acham que não é o momento de fazer abertura (comercial), pra evitar uma grande contaminação”.
Um estudo de Harvard, exibido na véspera pelo RJ2, mostra que a saúde pública pode entrar em colapso antes do dia 30, quando estão previstas as inaugurações dos hospitais de campanha. Há a possibilidade de que faltem leitos e respiradores para os pacientes até o fim de abril.
Além de Witzel, o secretário estadual de Saúde, Edmar Santos, testou positivo para a doença. O titular da pasta de Defesa Civil e comandante do Corpo de Bombeiros, Roberto Robadey, também foi contaminado.
Mais autoridades
Na Baixada Fluminense, os prefeitos de Duque de Caxias, Washington Reis, e de Belford Roxo, Waguinho, também testaram positivo para o novo coronavírus.
Em um vídeo publicado no fim de março, Washington Reis defendia que as igrejas permanecessem abertas, dizendo que “a cura virá de lá”.
Naquela época, um decreto do governador Wilson Witzel (PSC) suspendia eventos com aglomerações e, segundo a assessoria de imprensa do estado, com efeito também em templos.
No município de Belford Roxo, o prefeito Wagner dos Santos Carneiro, o Waguinho, também testou positivo para o coronavírus junto com o filho, Nathan, de 15 anos.
G1

Comentários