'A vida é feita de escolhas. E eu hoje escolhi sair', afirma ex-ministro Nelson Teich

Pela manhã, Teich teve encontro com o presidente Jair Bolsonaro no Palácio do Planalto. Em seguida, assessoria da pasta anunciou a demissão. Ex-ministro não explicou o motivo da decisão.

Um dia antes de completar um mês no cargo e em meio à explosão de casos e mortes pela epidemia do coronavírus no país, o ex-ministro da Saúde Nelson Teich afirmou nesta sexta-feira (15), em pronunciamento no Ministério da Saúde, que "escolheu" deixar a pasta.

Ele fez a afirmação durante um rápido pronunciamento no auditório do ministério ao lado do secretário-executivo, general Eduardo Pazuello, e de técnicos da pasta. O ex-ministro não explicou o motivo que o levou a tomar a decisão.

"A vida é feita de escolhas. E eu hoje escolhi sair", afirmou o ex-ministro.
Até esta sexta-feira (15), segundo levantamento exclusivo do G1 junto às secretarias estaduais de saúde, o Brasil acumulava 14.455 mortes provocadas pela covid-19 e 212.198 casos confirmados da doença.

CONTINUAR LENDO CLIQUEAQUI 

Comentários